Argyreia Nervosa é uma planta originária da Índia e que, há várias décadas, tem sido difundida pelo mundo. Você também pode conhecer a Argyreia pelos seguintes nomes:

  • Trepadeira-Elefante;
  • Orelha-de-Elefante;
  • Rosa-de-Pau.

Atualmente, a Argyreia pode ser encontrada em regiões de climas equatoriais e tropicais, além de ser muito usada como planta medicinal no país de origem e para possíveis rituais.

No entanto, existem alguns efeitos e reações colaterais que podem surgir devido ao mal uso e consumo da planta. Atenção: os materiais psicoativos dessa planta são as sementes e raízes.

Quer identificar a Argyreia Nervosa? Ela possui algumas características marcantes, como principalmente:

  • Folhas em formato cordiforme, ou seja, parece um coração;
  • Suas flores são rosa e o meio chega ao tom violeta;
  • As sementes são peludas e possuem uma tonalidade marrom, parecendo um fruto;
  • É uma trepadeira.

Algumas pessoas confundem a Argyreia Nervosa com Ipomoema Tuberosa, porém basta identificar as características descritas acima e não haverá erros na hora de encontrar a planta certa.

Efeitos da Argyreia Nervosa

A Argyreia, ao ser consumida, causa alguns efeitos físicos que variam de organismo para organismo, assim como a maconha e outras drogas, por exemplo:

  • Elevação positiva do humor;
  • Relaxamento corporal;
  • Possível euforia e formigamento pelo corpo;
  • Sensação de alteração da textura de quaisquer objetos;
  • Mudança de percepção das cores;
  • Perca da noção de tempo-espaço;
  • Percepção alterada e possível sensação de movimentação dos objetos, mesmo estando parados.

Por outro lado, não são apenas esses efeitos que a Argyreia Nervosa pode causar no indivíduo. Como toda planta que causa alterações de percepção, alguns efeitos colaterais podem surgir.

Efeitos Colaterais da Argyreia Nervosa

Todos os efeitos colaterais dependem do organismo de cada indivíduo e, além disso, da quantidade e forma em que o consumo foi realizado. Inclusive, algumas pessoas relatam:

  • Ânsia de vômito e náuseas;
  • Desconforto na região do estômago;
  • Exaustão;
  • Constipação.

Aliás, esses efeitos colaterais geralmente ocorrem durante o período de efeito da planta.

Argyreia Nervosa: Como Usar

A Argyreia Nervosa pode ser preparada para consumo de diversas maneiras, como por exemplo:

  • Consumir as sementes com líquido;
  • Extração do LSA;
  • Consumo das sementes moídas após deixá-las de molho de 24 horas.

Inclusive, explicaremos passo a passo os dois últimos métodos de consumo citados, sendo os mais aconselháveis para você realizar o uso.

Método 1 – Extração de LSA

  1. Certifique-se que as sementes estão limpas e sem nenhum resíduo;
  2. Moa as sementes até se tornarem pó. Você pode usar um pilão ou algum pote semelhante;
  3. Aqueça meio copo de água, sem ferver, e despeje nas sementes que foram moídas. Aconselhamos que use água destilada para manter a pureza da semente;
  4. Deixe essa mistura em repouso cerca de uma hora e meia, já que nesse período os componentes ativos serão extraídos para a água;
  5. Agora basta retirar as sementes ou pedaços que possam ter ficado na água e consumir.

Método 2 – Consumo de Sementes Após Molho Longo

  1. Esse método é um pouco parecido com o descrito acima, mas você poderá decidir qual o melhor!
  2. Moa as sementes em um moedor de café ou algum objeto semelhante, como por exemplo o próprio pilão ou batedor de carne;
  3. Com as sementes moídas, coloque água destilada e deixe que fique de molho por 24 horas;
  4. É a hora de filtrar a água, retirando todas as sementes ou pedaços que possam, possivelmente, terem permanecido na água. Você pode fazer isso usando o próprio filtro de café;
  5. Agora é só beber o líquido que você mesmo preparou. No entanto, tente beber o mais devagar possível dentro de meia hora.

Aliás, é importante que o consumo seja realizado de forma lenta, evitando ânsia de vômito e possíveis desconfortos estomacais.

Como Plantar Argyreia Nervosa

Em primeiro lugar, é essencial certificar-se do espaço suficiente para o cultivo da planta, já que ela é de grande porte e não deve crescer no interior de sua casa.

Em segundo lugar, é importante que haja um apoio, como por exemplo, um muro ou cercado.

Passo a Passo para o cultivo de Argyreia Nervosa:

  1. O clima deve ser úmido, com bastante luz solar e que haja calor;
  2. Com um vaso de plástico, misture terra com húmus de minhoca;
  3. Posicione as sementes de Argyreia e cubra-as com uma quantidade razoável de terra.
  4. A planta só poderá ser transferida ao atingir 30 cm.

Aliás, é indispensável que, durante o período da colheita, se observe o momento certo de recolher as sementes, esperando que passe pela fase de ressecamento.

No entanto, a colheita só chegará depois de um ano e meio, então talvez a melhor opção seja comprar uma!

Onde Comprar Argyreia Nervosa

A Argyreia Nervosa é facilmente encontrada para compra online, como nos seguintes sites:

Argyreia Nervosa e Usos

Durante muito tempo os antepassados consumiram a Argyreia como possível parte de rituais e algumas pessoas também realizaram seu uso como propriedades medicinais.

Inclusive, sabe-se que no Hawaii, a população que vivia abaixo da renda consumia as sementes da planta por não terem condições financeiras para comprar a cannabis, já que o preço é alto.

Argyreia Nervosa para Uso Medicinal

Agora, você já deve ter ouvido falar da medicina Ayurvédica. Pois bem, a Argyreia ganhou espaço para tratamentos de:

  • Nervos;
  • Cérebro;
  • Rejuvenescimento;
  • Aprimoramento de inteligência;
  • Bronquite;
  • Nervosismo;
  • Diabetes;
  • Tuberculose;
  • Artrite;
  • Sífilis;
  • Febre;
  • E mais!

Além disso, sempre usado em forma de tônico, possuindo diversas receitas para seu uso.

Informações Importantes para Consumo da Argyreia Nervosa

  • Não se deve inferir mais que 12 sementes;
  • Para cada indivíduo, é aconselhável que realiza a ingestão de até 3 sementes;
  • Esteja preparado! Os efeitos das sementes podem durar de 6 a 8 horas por organismo;
  • Jamais faça o consumo em caso de histórico de distúrbios mentais ou psicológicos, como esquizofrenia ou síndrome do pânico;
  • Não deve-se misturar as sementes com álcool;
  • Grávidas não devem consumir Argyreia Nervosa!

Inclusive, atente-se! Nós não aconselhamos o uso da Argyreia Nervosa em nenhuma hipótese. Esse artigo foi desenvolvido com intuito informativo para qualquer leitor que deseja aumentar o conhecimento sobre a Argyreia Nervosa.